Família Montalvao

Família Montalvao

segunda-feira, julho 17, 2017

Pelo menos na Alvorada houve respeito ao Padre. No concurso não houve respeito a ninguém!

A imagem pode conter: 1 pessoa, texto

Neste último domingo, 16/07, mais uma vez a administração “interina” do município de Jeremoabo deu provas de seu total despreparo administrativo e desprezo pela manutenção da ordem e da lei.
Semelhante com o fracasso da Alvorada no mês de Junho, um outro fato mostrou que, o “interino” na verdade não está nem aí, para o cumprimento das leis e desta feita com um agravante.
Enquanto na Alvorada o prejuízo foi da cultura e dos costumes da maior festa da região, neste caso houve um prejuízo muito maior.
Enquanto centenas de  candidato a cargos do IBGE, diga-se de passagem uma Entidade de nível Federal, tentavam se concentrar para fazer suas questões e conquistar  um emprego temporário, na cidade onde não há emprego senão para aqueles poucos  agraciados pela viúva, ocorria uma Vaquejada há menos de 100 metros do local das provas! Isto mesmo.
Nada contra a vaquejada, um esporte genuinamente nordestino que gera empregos e traz  inúmeros benefícios ao Município.
Mas, imagine concentrar-se para ler questões que exigem um raciocínio extremo e ouvir a cada minuto a famosa frase “valeu boi!”.
Ou quando o vaqueiro não conseguia derrubar o boi, ouvir “Zero!”
Zero ! É exatamente esta a nota que a população dá, atualmente ao grupo político “interino” que perde forças e parece cair, igual  aos bois derrubados durante todo o período do concurso que estava sendo realizado.
A Justiça derrubou esta “boiada” de incompetentes, que dirigiam e dirigem ainda hoje a cidade, não permitindo que, a ex-prefeita “ré”, esposa do ex-prefeito condenado pela Justiça há mais de 5 (cinco) anos de prisão, sequer cruzasse a linha, dando ZERO em todos os votos que ingenuamente o povo lhe concedeu nas urnas e diz a cada decisão proferida um estridente “Valeu boi!” para o candidato Deri do Paloma.
Onde está o respeito à Lei do Silêncio? Onde está o respeito ao bem maior? Onde já se viu um Concurso de Nível Nacional, ser atrapalhado e desdenhado desta forma? Os organizadores que prestavam serviços à entidade realizadora do evento até tentaram pedir que interrompessem a vaquejada, porém foram enganados com a resposta de que “já estaria acabando”. Mais uma mentira proferida por pessoas envolvidas com o Poder Público Municipal,  pois tal evento só terminou de madrugada.
Pelo menos na Alvorada houve respeito ao Padre. No concurso não houve respeito a ninguém!
Como se vê. A cidade continuará atrasada, nas mãos do “interino”, sem controle, sem gestão, sem ordem, sem respeito.
Havendo outra eleição em Jeremoabo, esperamos que a população DIGA em alto e bom som a qualquer candidato do grupo atual um estridente “ZERO”!