Família Montalvao

Família Montalvao

segunda-feira, junho 13, 2016

Nem Freud conseguiria explicar a canalhice da política brasileira

Charge do João M. (joaomontanaro.blogspot.com)
Francisco Bendl
###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOGÉ compreensível a revolta do comentarista Francisco Bendl. Mas é preciso ressalvar que ainda temos políticos honestos e decentes. São poucos, mas existem e devem ser prestigiados e  aplaudidos. No PT, por exemplo, podemos citar Nilmário Miranda, Vladimir Palmeira (hoje no PSB) e Arlindo Chinaglia. Que eu saiba, nada existe que os desabone. No PMDB, temos Omar Serraglio. No PSOL, Ivan Valente. No PPS, Cristovam Buarque e Raul Jungmann, que teve recentemente sua declaração de bens divulgada pelo Estadão, não possui sequer casa própria. Lembremos também o senador Antonio Reguffe (sem partido), que não aceitou nenhuma verba parlamentar, rejeitou o plano de saúde gratuito e a aposentadoria parlamentar. Há muitos outros exemplos de pessoas decentes na política, como Eduardo Suplicy e Olivio Dutra. Não dá para mencionar todos, são muitos, graças a Deus. Mas a imensa maioria é exatamente como Bendl descreve. (C.N.)

 

 

Dirceu e Vaccari sonham com um acordo do PT para diminuir as suas penas

Resultado de imagem para dirceu preso politico
A Folha atribui a José Dirceu a proposta de um acordo
Bela Megale
Folha
###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG
Em tradução simultânea, parece mais uma desesperada tentativa de evitar delações premiadas de Vaccari e Dirceu, as quais significariam o final dos tempos para o PT. Por coincidência, a idéia surge exatamente quando Vaccari anuncia a delação. E ainda há quem acredite em coincidência. (C.N.)

Meirelles acerta o alvo: maior problema do país é a dívida do governo federal

Charge do Sponholz (sponholz.arq.br)
Pedro do Coutto

Força-tarefa da Lava Jato já começou a apertar o cerco a Dilma Rousseff

Charge do Sponholz (sponholz.arq.br)
Carlos Newton

Charge do Duke

Charge O Tempo 12.06.2016

Teremos parlamentares ainda mais débeis e frágeis

Charge do Mariano, reproduzida da Charge Online
Carlos Chagas


Desperta, tu que dormes: Por enquanto, não há margem de manobra para Temer

Charge do Nani (nanihumor.com)
Roberto Nascimento

Para ganhar anistia, Cerveró vai acusar Dilma na Justiça dos Estados Unidos

Bela Megale e Ricardo Balthazar
Folha
###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG
A matéria precisa de tradução simultânea. Se prestar depoimento às Justiça dos EUA sobre Pasadena, Cerveró vai acusar novamente Dilma, como já fez aqui na República de Curitiba. O ex-diretor Paulo Roberto Costa também pode dedurá-la. Em  2009, ele  tomou a liberdade de passar por cima de toda a hierarquia da Petrobras para alertar o Palácio do Planalto que, por ter encontrado irregularidades pelo terceiro ano consecutivo, o Tribunal de Contas da União recomendou a paralisação de três grandes obras — a construção das refinarias Abreu e Lima, em Pernambuco, e Getúlio Vargas, no Paraná, e do terminal do porto de Barra do Riacho, no Espírito Santo. Na mensagem à então ministra Dilma, da Casa Civil, Costa lembrou que nos anos de 2008 e 2007 houve ‘solução política’ para contornar as decisões do TCU e da Comissão Mista de Orçamento do Congresso”. (C.N.)

A crise do Brasil diante dos ares do tempo

Charge do Bruno Galvão (chargesbruno.blogspot.com)
Cristovam Buarque
O Tempo

Líder do PT não apoia plebiscito é só que discuti-lo depois do impeachment

Charge do Brum, reproduzida do Arquivo Google
Julia Lindner
Estadão

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG
O PT não consegue se entender, Lula e Dilma não conseguem se entender. É o caos, o final dos tempos para o partido outrora poderoso. (C.N.)

O drama crescente do desemprego e a insensibilidade de Dilma Rousseff

Dilma não é capaz de reconhecer seus erros
Percival Puggina

Meirelles prevê que estabilização da dívida pública pode levar mais de 10 anos

Meirelles mostra o exato tamanho do problema da dívida
Adriana Fernandes
Estadão
###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG
Não é brincadeira, não. O estrago que o PT causou foi imenso. E ainda há quem defenda a volta de Dilma Rousseff ao poder(C.N.)

Poderosos' ameaçam Lava Jato, afirma procurador

RICARDO BRANDT E FAUSTO MACEDO
Para Dallagnol, é 'possível’ que ‘pessoas influentes da República’ acabem com operação

O procurador da República no Paraná, Deltan Martinazzo Dallagnol - MPF