Família Montalvao

Família Montalvao

sábado, agosto 05, 2017

Deputados federais da Bahia custaram R$ 16 milhões aos cofres públicos em 2016

 
Por Aparecido Silva | Fotos: Câmara dos Deputados//Reprodução
Os deputados federais baianos custaram ao contribuinte, somente neste ano de 2016, exatos R$ 16.016.440,85. Os custos estão relacionados à cota para exercício da atividade parlamentar, antiga verba indenizatória, e englobam despesas como passagens aéreas, telefonia, serviços postais, alimentação, hospedagem, locação ou fretamento de aeronaves e outros veículos, aquisição de combustíveis, serviços de segurança, contratação de consultorias e trabalhos técnicos, divulgação da atividade parlamentar, dentre outros dispêndios.
Conforme levantamento feito pelo Bocão News, os quatro primeiros deputados apontados como mais gastantes representaram um custo de R$ 1.8 milhão. O parlamentar baiano campeão de gastos na Câmara dos Deputados é Sérgio Brito (PSD), que representou um custo de R$ 473 mil nos 12 meses de 2016. Procurado pela reportagem, o pessedista considerou o montante "normal". "São muitas viagens pelo interior para cumprir atividades do mandato. Essa verba indenizatória é para todo mundo. Isso engloba tudo, não tem maiores explicações para estes gastos. É o cumprimento do mandato", justificou.
Paulo Azi (DEM), em seu primeiro mandato federal, ficou em segundo lugar na geração de despesas com um montante de R$ 469 mil. A reportagem tentou ouvir o democrata, mas as chamadas não foram atendidas.
Também no Legislativo federal pela primeira vez, a deputada Tia Eron (PRB) e o deputado Uldurico Júnior (PV) gastaram R$ 462 mil e R$ 460 mil, respectivamente.  
No lado oposto do levantamento, Lúcio Vieira Lima (PMDB) é o deputado baiano com mandato efetivo que menos gastou. O peemedebista aparece no site da Câmara Federal como tendo gasto R$ 197 mil em 2016. 
Confira o ranking geral dos gastos dos deputados federais baianos entre janeiro e dezembro de 2016:
SÉRGIO BRITO (PSD)R$ 473.125,23
PAULO AZI (DEM)R$ 469.843,53
TIA ERON (PRB)R$ 462.781,98
ULDURICO JUNIOR (PV)R$ 460.468,53
JOSÉ CARLOS ALELUIA (DEM)R$ 458.800,68
JOSÉ NUNES (PSD)R$ 457.849,74
CACÁ LEÃO (PP)R$ 457.506,17
RONALDO CARLETTO (PP)R$ 456.180,96
MOEMA GRAMACHO (PT)R$ 455.688,5
JORGE SOLLA (PT)R$ 454.678,4
ROBERTO BRITTO (PP)R$ 452.492,38
MÁRIO NEGROMONTE JR. (PP)R$ 452.275,38
BENITO GAMA (PTB)R$ 447.339,65
DANIEL ALMEIDA (PCdoB)R$ 445.573,1
MÁRCIO MARINHO (PRB)R$ 445.468,58
CAETANO (PT)R$ 444.354,1
ARTHUR OLIVEIRA MAIA (PPS)R$ 443.958,32
WALDENOR PEREIRA (PT)R$ 439.675,77
FÉLIX MENDONÇA JÚNIOR (PDT)R$ 437.779,14
JOSÉ CARLOS ARAÚJO (PR)R$ 433.487,02
ELMAR NASCIMENTO (DEM)R$ 430.562,01
JUTAHY JUNIOR (PSDB)R$ 427.159,06
BACELAR (PTN)R$ 425.456,28
AFONSO FLORENCE (PT)R$ 424.127,52
VALMIR ASSUNÇÃO (PT)R$ 422.718,9
BEBETO (PSB)R$ 418.080,33
ERIVELTON SANTANA (PEN)R$ 413.667,4
JOÃO CARLOS BACELAR (PR)R$ 397.104,28
ANTONIO IMBASSAHY (PSDB)R$ 396.380,7
CLAUDIO CAJADO (DEM)R$ 383.366,8
JOSÉ ROCHA (PR)R$ 366.772,33
ALICE PORTUGAL (PCdoB)R$ 336.946,8
FERNANDO TORRES (PSD) - SuplenteR$ 307.782,12
ANTONIO BRITO (PSD)R$ 299.750,34
PAULO MAGALHÃES (PSD)R$ 293.403,21
JOÃO GUALBERTO (PSDB)R$ 261.594,26
DAVIDSON MAGALHÃES (PCdoB) - SuplenteR$ 259.709,09
IRMÃO LAZARO (PSC)R$ 211.169,91
LUCIO VIEIRA LIMA (PMDB)R$ 197.562,69
PASTOR LUCIANO BRAGA (PMB) - SuplenteR$ 166.949,39
NELSON PELLEGRINO (PT) - LicenciadoR$ 125.950,98
JOSIAS GOMES (PT) - LicenciadoR$ 899,29

Publicada no dia 27 de dezembro de 2016, às 12h10

COMENTÁRIOS

isamara - 27/12/2016 - 19:52
A PEC de gastos deveriam começar com limite de gastos dos políticos, que são os verdadeiros causadores do rombo que estamos passando!!!!!
Francisco Carlos Torres - 27/12/2016 - 13:27
Esses deputados gastam tanto e não fazem nada em beneficio da população. O nível de desemprego só aumenta em nosso país e o arrocho do governo na previdência para cobrir os roubos dos péssimos administradores do erário público. Com os políticos que temos esse país não tem jeito.