Família Montalvao

Família Montalvao

quarta-feira, julho 12, 2017

Para responder quem é o Bob Charles Luiz Brito tenho que ir ao fundo do Baú
















Após publicarmos no DedeMontalvao o bombardeio do Jornalista Bob Charles começando a desnudar os desmandos do desgoverno "interino", bem como a reprodução no Programa Conexão Verdade, os eleitores de Deri com aquele semblante alegre começaram a indagar  procurando saber quem era aquele Bob, já outros que o conheciam perguntavam se o mesmo havia pulado.
A resposta foi simples, curta e verdadeira, o Luiz Brito, também conhecido como Bob Charles, é um profissional da comunicação, nunca perguntei mas acredito que aqui em Jeremoabo ele não tem lado, pois nem eleitor é, vota em Paulo Afonso.
Trabalhou para Anabel no período eleitoral, como poderia trabalhar para Deri ou qualquer outro candidato.
Sua reportagem a respeito do que acontece em Jeremoabo é sobre fatos não importando o lado.
Como contra fatos não há argumentos, os fatos estão sendo favoráveis a Deri, e o Bob não irá se queimar nem mentir para favorecer o outro lado.
Acredito eu, que mesmo sendo imparcial  nas três ou quatro matérias consecutivas a respeito dos desmando do " interino," ele já deu muito combustível para Deri  e também indiretamente para o Conexão Verdade.
Estou consciente que hoje o Bob Charles é uma "persona grata" no meio do pessoal do onze, pois para quem não sabe sua luta vem de longe, analisando suas matérias ele é um batalhador contra a corrupção implantada em Jeremoabo, cujo início foi na era "tista de deda".
Falar paira dúvidas para muitos, vamos aos fatos.
Quando João Ferreira foi humilhado, torturado e massacrado por "tista de deda" e seu grupo,batemos a parta de Bob Charles e prontamente ele deu todo apoio e nunca mais parou, mesmo Pedrinho e outros havendo esquecido e voltando a comer no prato que vomitou .
Isso que estou comentando aconteceu no ano de 2003, quando pela primeira vez foi publicado em Jornal da região uma grave denúncia por improbidades praticadas no governo "tista de deda".

Vamos relembrar o início da exploração contra a viúva, lendo a matéria abaixo:





Prefeito de Jeremoabo denunciado por desvio de dinheiro do PETI
Por J.Montalvão 16/05/2003 às 09:2
Matéria publicada no "JORNAL FORQUILHA" - Ano III nº 62 - onde mais uma vez denuncia as maracutaias efetuadas pelo Prefeito de Jeremoabo, só que desta vez prejudicando as crianças que se matriculam no PETI, como uma maneira de obter alimentos para poder estudar.


O prefeito de Jeremoabo, Tista(PFL)foi denunciado perante a Corregedoria Geral da União por aplicação indevida de recursos na implantação e reforma do Programa de Erradicação Infantil(PETI). O autor da denuncia, vereador Ueliton Barbosa Varjão(PMDB) encaminhou documento contendo 28 páginas, após minunciosa consulta ao Tribunal de Contas dos Municípios (TCM). De acordo com o parlamentar peemedebista, O PETI de Jeremoabo, foi implantado em março de 2001, no mesmo prédio do Projeto Sertanejo, após sua reforma em ritmo de toque de caixa. O Programa de Erradicação de Trabalho infantil é sustentado através do convênio 051/2001 SETRAS/prefeitura de Jeremoabo. Estes convênios são destinados a cada criança que deixa de exercer o trabalho infantil para se dedicar exclusivamente aos estudos. No festival de pagamentos irregulares e compras superfaturadas promovidas pelo prefeito João Batista,destaca-se a pintura da fachada do prédio onde o prefeito torrou R$39.211,00(trinta e nove mil, duzentos e onze reais),onde na verdade se verifica que foi efetuada apenas uma tímida pintura de péssima qualidadea prefeitura adquiriu 13 mil metros cúbicos de madeira tipo maçaranduba e mista, 1000 folhas de madeirit, 200 metros de barrote, 200 metros de ripa para cobertura do prédio,porém não foi executado nenhum tipo de serviço de reforma naquela unidade(Foto);cinco mil telhas coloniais, contudo nenhuma foi usada. Há suspeita de que todo esse material tenha tido um destino: a fazenda do prefeito. Que inclusive, serve como referência na região, tendo às vezes sido motivo de visitação pública pela beleza da arquitetura. A festa com o dinheiro público ganha proporções irônicas, as cerca de 180 crianças mantidas pelo programa conseguiram gastar em 150 dias, 182 bolas oficiais de futebol, (uma bola por dia) com a agravante de que o prefeito deu prioridade ao comércio de Feira de Santana e Salvador excluindo a praça de jeremoabo; em apenas cinco meses, a prefeitura diz que gastou com as crianças do PETI, com alimentação 129.872,40, ou seja uma média de R$ 34.000,00 por mês. Esse valor daria para alimentar todos os alunos matriculados na rede pública municipal. mesmo sem dispor de freezers suficientes para acondicionamento, o prefeito comprou 1.000 kg de salsicha, 30 caixas de margarina, 50 kg de carne moída, 600kg de mortadela, 700 dúzias de ovos, 500 quilos de almôndegas ao molho, 538 kg de frango abatido e 1.000 panetones, entre outrosTalvez aí se explique porque as crianças consumiram 200 fardos de papel higiênico. Outro escândalo é o fato do prefeito ter comprado entre outros materiais para o programa 1.700 unidades de fio dental, 20 fardos de bombril cujo preço praticado no mercado local é de R$ 8,50, por fardo; mas o prefeito generosamente pagou R$ 1.360,00 . o vereador Ueliton Barbosa Varjão constatou ainda a existência de notas fiscais frias, pois não batiam com o valor empenhado e pago pela prefeitura. Uma dura realidade que parte da sociedade insiste em não enxergar. o que se espera agora é que a justiça enquadre o prefeito João Batista já que a Lei de responsabilidade Fiscal prevê cadeia para farra com o dinheiro público. "

Agora vocês poderão saber o autor intelectual das falcatruas do PETI, e quem se beneficiou dessa trambicagem.

São realmente verdadeiros bezerros difíceis de se apartar