Família Montalvao

Família Montalvao

sábado, julho 08, 2017

Como pegar prefeito Ladrão








COMO PEGAR PREFEITO LADRÃO
Elio Gaspari
Voltar


A turma que botou o prefeito de Ribeirão Bonito (SP) na mesma cela onde estão o médico pedófilo e o esquartejador da ex-namorada aprontou outra. Redigiram um manual anti-roubalheira. Chama-se "O Combate à Corrupção nas Prefeituras". A turma de Ribeirão Bonito, composta por cinco meninos que se educaram na cidade e se tornaram sessentões bem-sucedidos ou felizes, gastou menos de um ano atrás do prefeito Antonio Sérgio de Mello Buzzá. Com o socorro do Ministério Público, depuseram-no em abril passado e obrigaram-no a se esconder. Fizeram tanto barulho que o foragido foi achado em Rondônia numa região de influência do narcotráfico. Nessa turma de vingadores da Viúva estão o atual presidente da Alcoa, Josmar Verillo, e o consultor Antoninho Trevisan. Todos formaram a
Associação dos Amigos de Ribeirão Bonito, a Amarribo. A turma viu-se solicitada a contar como agiu e até hoje tem gente achando que prevaleceram porque tinham um pé no andar de cima. A cartilha mostra que a felicidade está ao alcance de todos. Com a ajuda de patrocinadores (Klabin, Fiesp e Petrapak) botarão na rua 10 mil exemplares do manual. O texto já está na internet e, no dia 15, a versão impressa será lançada numa breve cerimônia.
A partir da cartilha da Amarribo, pode-se montar uma rede para caçar prefeito ladrão. Seus indicadores são mais precisos para avaliar a conduta da administração em cidades pequenas. Mas seus princípios gerais valem tanto para Guaribas como para São Paulo. Quem quiser caçar prefeito ladrão pode examinar dez itens de sua conduta. São os seguintes:
1) A declaração de bens apresentada pelo prefeito tem valores aparentemente exagerados em obras de arte, ouro, papéis ao portador ou gado. Podem ser bens-sabonete. Lavam qualquer coisa.
2) O prefeito é acusado de ter favorecido uma empresa, e ela foi formada pouco antes de sua posse. É quase certo que a suspeita seja procedente.
3) O prefeito ou pessoas de sua família apareceram com carros novos. Conferindo a placa no Detran, descobre-se que o dono do veículo é um desconhecido ou um conhecido fornecedor. Já se viu caso em que o carro da filha do prefeito estava em nome do açougueiro que vendia gasolina à prefeitura.
4) Prefeitura corrupta adora nota fria. Verifique se a empresa fornecedora ou prestadora de serviços à prefeitura realmente existe. (A cartilha ensina como.) Confira também a existência da gráfica que imprimiu o talonário da nota fiscal que a empresa usou para cobrar à prefeitura. Desconfie de notas com diagramação simples. Desconfie muito de notas fiscais de empresas diferentes com diagramação semelhante. Muitas vezes são ramos de uma mesma quadrilha.
5) A prefeitura faz muitas despesas com valores próximos a R$ 8.000. Esse é o gasto que pode ser feito sem licença de ninguém. Desconfie também de compras com valores próximos a R$ 80 mil. É o teto de despesas permitidas sem que se faça licitação.
6) O prefeito afixa diariamente o movimento do caixa da prefeitura na véspera? Se não faz, desconfie. Desconfie mais se ele não dá publicidade ao balancete mensal.
7) Se a prefeitura paga muitas contas com cheques sem cruzamento, o golpe é manjado. Alguém quer permitir o saque na boca do caixa.
8) Quando o cardápio da merenda escolar muda disparatadamente e a prefeitura exige produtos esquisitos nas suas cestas básicas, o cidadão está diante de um sinal de licitações viciadas. Já houve comissão de licitação pedindo ervilha com molho de tomate.
9) Deve-se desconfiar se o prefeito organiza muitas festas populares. Muitas quadrilhas já usaram o pagamento de promotores culturais e de cachês de artistas para maquiar recursos surripiados.
10) Prefeito ladrão não gosta de mostrar contas. Isso não significa que todos os prefeitos que não gostam de falar nas suas contas sejam ladrões, mas justifica a suspeita. Pedir as contas é sempre
um bom remédio.
A cartilha está no seguinte endereço: http://www.amarribo.com.br

http://www.agr.feis.unesp.br/fsp30032003a.htm



Nota da redação deste Blog - Após a implantação do Programa de rádio " Conexão Verdade", muita gente ainda não entendeu qual a sua finalidade.
Acima postamo o endereço da Cartilha AMAAIBO que explicará com profundidade a razão de ser da ONG, enquanto isso tentarei explicar a grosso modo.
Quem é TRANSPARÊNCIA JEREMOABO? A organização não-governamental AMARRIBO foi criada para promover o desenvolvimento social e humano da cidade de Ribeirão Bonito, no interior do Estado de São Paulo. Ao procurar colocar seus planos em prática, deparou-se com a necessidade de combater uma administração municipal corrupta, que minava o progresso das iniciativas voltadas para o desenvolvimento da cidade.

Para isso, a Transparência Jeremoabo reúne pessoas amigas, nascidas, residentes, ex-residentes e simpatizantes interessadas em oferecer voluntariamente seu tempo, seu talento, competências e habilidades para a construção sociocultural, econômica e ambiental de nossa cidade.A Transparência Jeremoabo não pretende substituir o poder público. Nosso objetivo é promover maior integração entre as políticas públicas e os reais interesses e necessidades de nossa comunidade. Sem vínculo religioso ou político-partidário, nossa organização apóia ações sociais que estimulem a autonomia das pessoas e das comunidades para transformar a sua realidade.

O que é corrupção em cidades do interior?O padrão de corrupção identificado em Ribeirão Bonito é típico de muitas cidades do Brasil. Em vez de procurar cumprir suas promessas eleitorais em benefício da população, quando um corrupto é eleito, usa essas mesmas promessas para empregar amigos e parentes, para favorecer aqueles que colaboraram com suas campanhas ou para privilegiar alguns comerciantes "amigos" em detrimento de outros. Grande parte do orçamento do município é orientada em proveito do restrito grupo que assume o poder e passa a se beneficiar do orçamento da cidade.
Sinais de corrupção:
SINAIS EXTERIORES DE RIQUEZA são as evidências mais fáceis de serem percebidas e as que deixam mais claro que algo de errado ocorre na administração pública. São perceptíveis quando o grupo de amigos e parentes das autoridades municipais exibe bens de alto valor, adquiridos de uma hora para a outra, como carros e imóveis, e também na ostentação por meio de gastos pessoais incompatíveis com suas rendas, como viagens, festas, patrocínios, dentre outras coisas. Alguns passam a ter uma vida social intensa, freqüentando locais de lazer que antes não freqüentavam, como bares e restaurantes, onde realizam grandes despesas.
CONCURSOS PÚBLICOS MUITAS VEZES são abertos pelas autoridades recém-empossadas para pagar promessas de campanha e dar empregos para correligionários, amigos e parentes e não por necessidade do serviço público.
CORRUPTOS OPÕEM-SE VEEMENTEMENTE A qualquer forma de transparência.
OS ORÇAMENTOS DAS PREFEITURAS são, normalmente, previstos para custear os serviços básicos da cidade. A negligência em relação a esses serviços básicos, observada pelo aspecto de abandono que as cidades adquirem, pode ser um indício não só de incompetência administrativa, como de desvio de recursos públicos. Esses sinais ficam mais claros quando se constata que a prefeitura mantém um quadro de funcionários em número muito superior ao necessário para a realização dos serviços e gasta recursos com despesas não prioritárias para os cidadãos.
Observação: espero com isso haver esclarecido as dúvidas do Grupo do ZAP intitulado "POLÍTICA DE QUALIDADE", ao mesmo tempo sugiro que baixem e leiam a Cartilha.