Família Montalvao

Família Montalvao

sábado, maio 06, 2017

O assassinato de Isabelly Oliveira foi apenas mais um dos que acontecem em Jeremoabo.

Mulheres farão caminhada contra a violência, em Jeremoabo

Por: Gerluce Carvalho - Ex-presidente do Conselho Comunitário de Segurança Pública de Jeremoabo,
Divulgação
Um grupo de mulheres motivadas pelo sentimento de indignação pelo crime cometido contra a jovem Isabelly  Oliveira, pelo seu namorado, fato que indignou toda população, bem como, por todas as mulheres que foram assassinadas e muitas que são agredidas diariamente por seus companheiros, se reuniram na sexta-feira(5) no plenário da  Câmara Municipal de vereadores de Jeremoabo,  para planejar e organizar uma caminhada em forma de protesto, indignação, solidariedade e busca pela efetivação dos seus direitos por meio de políticas públicas em atenção às mulheres vítimas da violência doméstica, que, por mais que exista a lei Maria da Penha, que de fato foi uma grande conquista na luta das mulheres por respeito, percebe-se ainda não ser suficiente para conter os crimes cruéis cometidos contra às mulheres, levando às próprias mulheres a não denunciarem por não se sentirem seguras, e acolhidas pela rede de programas e serviços públicos de proteção a sua integridade física e psicológica. Para tanto se faz necessário rever a pena dada aos agressores que cometem esse tipo de crime.
http://www.bobcharles.com.br/internas/read/?id=12536

Nota da redação deste Blog -  Lendo esse artigo de Bob Charles, fica mais uma vez que em Jeremoabo tudo só chega atrasado.
Há quase vinte anos atrás venho denunciado através de Blog que a violência em Jeremoabo vem aumentando geometricamente, inclusive em mais de uma matéria que publiquei alertei que só iriam tomar providências em Jeremoabo quand acontecesse alguma tragédia com parentes de políticos ou autoridades.
Quanto observo movimentos dessa natureza lembro logo da grande mensagem de  Bertoldo Brecht  quando diz:
"Um dia vieram e levaram meu vizinho que era judeu.
Como não sou judeu, não me incomodei.
No dia seguinte, vieram e levaram meu outro vizinho que era comunista.
Como não sou comunista, não me incomodei .
No terceiro dia vieram e levaram meu vizinho católico.
Como não sou católico, não me incomodei.
No quarto dia, vieram e me levaram;
já não havia mais ninguém para reclamar... "

A criminalidade atingiu índices insuportáveis no Brasil e não menos em Jeremoabo, onde se mata, por brincadeira.
Isso é reflexo da falta de melhor aparelhamento da política, de investimentos públicos em segurança, maior investimento em educação para formar às novas gerações, um combate firme, implacável contra o comércio de drogas que cada dia cresce mais em todo o país.
Desempregado não é marginal. Ele se torna marginal quando o governo não cumpre a sua parte no combate a criminalidade e deixa transparecer que o crime compensa. Inclusive o crime praticado por colarinho branco e políticos ladrões.
Só a educação poderá salvar às futuras gerações desta nação. (http://www.fabiocampana.com.br/2011/02/causas-da-criminalidade/).
Em Jeremoabo temos exemplos que fortacem a impressão que o crime compensa, por exemplo: cometem crimes bárbaros, os jurados absorvem, mesmo o criminoso confessando que cometeu o crime, politiqueiros roubam da prefeitura, são acobertados pela impunidade e ainda zombam da cara da população, a guarda municipal nem um "jegue" possui para suas patrulhas, e por ai vai.