Família Montalvao

Família Montalvao

sábado, fevereiro 04, 2017

Jeremoabo em pleno verão nem água tem.


Resultado de imagem para foto falta dagua nas torneirasResultado de imagem para foto falta dagua nas torneiras


A falta de água tornou-se um problema crônico onde ninguém tem interesse em resolver.
Os prefeitos não resolvem porque a população já acostumou a sofrer, ser enganado e maltratado, então se resolver o problema  perde os votos.
Como recebi inúmeras mensagens de leitores deste Blog solicitando que fizesse uma matéria denunciando a falta de respeito e até irresponsabilidade da EMBSA para com o consumidor,estou transcrevendo um artigo que orienta de como proceder.

Falta de fornecimento de água. O que fazer?


O problema, recorrente no verão, afeta a saúde da população. Para o Idec, o direito à informação é a primeira medida a ser cumprida pelas empresas. O consumidor afetado pode pedir ressarcimento em caso de má prestação de serviço
Como todos os anos, a falta de água é um problema recorrente na época do verão. No entanto, por se tratar de uma questão que afeta a saúde da população, algumas medidas preventivas podem ser tomadas para evitar grandes períodos sem o fornecimento deste serviço essencial. As concessionárias de água poderiam fazer campanhas e enviar na própria conta orientações sobre a necessidade de economizar água e evitar o desperdício.
 
Além disso, no atendimento ao consumidor, quando da falta de água, as informações sobre o motivo e a previsão de normalização do abastecimento deveriam ser mais claras e objetivas. O direito à informação é garantido pelo CDC (Código de Defesa do Consumidor). “Somente com a informação o consumidor pode se organizar e tomar as medidas corretas para enfrentar as dificuldades ocasionadas pela falta de água, que afeta as necessidades mais básicas como saúde e higiene”, explica a advogada do Idec, Mariana Alves Tornero.
 
Quando o serviço de abastecimento de água tiver acontecido por motivo de má prestação de serviço, como por exemplo, um vazamento de água fora do domicílio, a concessionária deve ressarcir ao consumidor todos os custos decorrentes deste problema, como a compra de um caminhão pipa. “A empresa é responsável pela reparação de danos e o consumidor deve guardar todos os comprovantes de gastos para exigir esse reembolso”, orienta Mariana.
 
A conta de água também precisa ter o abatimento proporcional ao período que não houve fornecimento de água já que a prestação do serviço não foi contínua. Caso o consumidor não consiga um acordo com a empresa ele pode formular uma denúncia na Agência Reguladora do seu Estado, caso exista uma, nos Procons e até pleitear ressarcimento na Justiça.

Portanto, cabe aos consumidores lutarem por seus direitos...