Família Montalvao

Família Montalvao

domingo, dezembro 11, 2016

Aliados vêem risco de Temer cair antes de 2018
A delação do ex-diretor da Odebrecht Claudio Melo Filho levou o governo de Michel Temer para outro patamar. Um patamar mais rebaixado. Políticos dos partidos governistas incluíram em suas análises a hipótese de o presidente não concluir o mandato-tampão que vai até 2018. Formaram-se entre aliados do presidente dois sólidos consensos: 1) as revelações do delator feriram gravemente o governo; 2) Temer precisa reagir rapidamente, sob pena de ser carbonizado pela Lava Jato. http://uol.com/btjVm9
A delação do ex-diretor da Odebrecht Claudio Melo Filho levou o governo de Michel Temer para outro patamar. Um patamar mais rebaixado. Políticos dos partidos governistas incluíram em suas aná...
JOSIASDESOUZA.BLOGOSFERA.UOL.COM.BR|POR BLOG DO JOSIAS


Diário do Poder compartilhou um link.
10 h
Segundo o documento, Pezão recebeu R$ 23,6 milhões em dinheiro vivo e mais 800 mil euros em conta no exterior durante a campanha de 2014 para facilitar…
DIARIODOPODER.COM.BR
Claudio Melo Filho revela em sua proposta de delação os políticos por trás dos apelidos do departamento da propina da Odebrecht; PF já encontrou planilhas compagamentos de R$ 15 milhões a 'mineirinho' e R$ 2,5 milhões para 'kafta'
Foto: Estadão
Diário do Poder compartilhou um link.
7 h
O Artigo 57 da Constituição proíbe a reeleição de presidente das Casas Legislativas numa mesma legislatura. Os regimentos também proíbem.
DIARIODOPODER.COM.BR
A propina de Jaques Wagner
Resumão da sujeirada.
Blog resume e comenta a sujeira ventilada para todo lado
VEJA.ABRIL.COM.BR
Leia todas as notas já divulgadas pelos citados em delação da Odebrecht
http://www.poder360.com.br/…/michel-temer-padilha-moreira-…/

Odebrecht teria dado R$ 4 milhões a Michel Temer em 2014. Leia no Poder360 os pontos obscuros da delação sobre o presidente
PODER360.COM.BR

A economia brasileira apresenta sinais de estagnação e sérios problemas devido a falta de investimentos e a falência do sistema político brasileiro. A governabilidade…
BRASILVERDEAMARELO.COM|POR BRASIL VERDE AMARELO


Reinaldo Azevedo compartilhou um link.
12 h
Eugênio de Aragão e professores de direito alinhados com o PT tentam impedir que juiz participe de seminário na Alemanha. A linguagem dos textos é vil
VEJA.ABRIL.COM.BR
Jorge Viana: isso é que é lealdade (a Renan)


​Delator Claudio Melo Filho revela quem são os deputados, senadores e outros personagens ocultos em ao menos 39 codinomes usados pelo setor de pagamentos ilícitos da empreiteira; ex-deputado Inaldo Leitão era chamado de 'todo feio'. Veja aqui o documento completo: Com atuação no setor de Relações Institucionais da Odebrecht em Brasília desde 2004, o ex-diretor da área na empreiteira Cláudio Melo Filho revelou em sua proposta de delação premiada encaminhada à Procuradoria da República os nomes de ao menos 39 políticos por trás dos apelidos utilizados pelo “departamento da propina da Odebrecht”. [ 293 more words ]
​Delator Claudio Melo Filho revela quem são os deputados, senadores e outros personagens ocultos em ao menos 39 codinomes usados pelo setor de pagamentos ilícitos da empreiteira; ex-deputado Inaldo Leitão era chamado de ‘todo feio’. Veja…
AVANCABRASIL.SITE
Delação sem a turma PT não faz o menor sentido! Por que só entregaram os adversários petistas, sócios do antigo governo no esquema de corrupção?
Uma das grandes belezas da política está no fato de que quase todos os resultados obtidos resultam de escolhas. Mas também é muito belo notar que a política nos…
CETICISMOPOLITICO.COM
O Rio continua lindo
Os "tresloucados"
Ministro do Supremo se posiciona sobre decisão do STF em manter Renan no cargo de presidente do Senado Gisele Vitoria

Diretor da Odebrecht delata caixa 2 para Lindbergh e afirma que senador participava das negociações - wp.me/pJ52k-4Rxd