Família Montalvao

Família Montalvao

domingo, outubro 30, 2016

Neste mundão do meu Deus ainda existem muitas abnegadas voluntárias que sentem-se felizes em ajudar o próximo.





Lendo esse pensamento acima, lembrei-me de uma amiga da cidade de Cícero Dantas, que nunca mediu esforços para ajudar o próximo mais principalmente os idosos, muitos deles até abandonados, tudo isso sem visar lucro ou qualquer outro fim político eleitoreiro, estou me referindo a Meire Dantas, principal cabeça da criação e fundação da Casa dos Idosos de Cícero Dantas, o que corresponde a Casa dos Vicentinos em Jeremoabo.
Lembro que a mesma começou do nada e ao mesmo tempo com tudo, pois contou com a confiança e apoio do povo, que acreditou no seu potencial humano e competente.
É como diz a mesma: " Ninguém joga pedra em árvores que da mal frutos. As pedradas que recebo , serve pra construir Castelo. Tudo que faço , faço por amor! Me sinto realizada por tudo ! Deus sempre apostou na minha capacidade , ele só da fardos pesados , a quem tem ombros fortes. A tarefa é árdua , mas é muito gratificante! Sou muito feliz por administrar uma casa de idosos. Onde tenho amor é carinho por cada um. Muitos me chamam até de mãe. Me sinto muito feliz!".
   Se alguém quiser ajudar o endereço é este:
CASA de Apoio Nossa Sra da Paz , de idosos em Cícero Dantas -Ba , está a frente a voluntária Maria Meire Dantas Dantas, endereço Rua Campo de Zelito s/n ! Conta Bradesco 736-65180-0 CNPJ 18279850/001-36 e-mail : meire_34@hotmail.com CEP 48410000! Tudo é válido vc poderá entrar em contato e dar sua ajuda ! Deus lhe dará em dobro !
 Minha amiga Meire, te desejo muito sucesso na continuidade dessa sua caminhada, parabenizo também, e encerro citando:

Fazer o bem sem olhar a quem ...

Aprendemos que a vida
nos retorna o bem que fazemos
como o espelho retorna
nossa imagem.

Aprendemos ainda que fazer
o bem é plantar flores nos
caminhos pelos quais passamos
e que um dia chegará o
grande dia da ceifa,
onde nossas cestas estarão
repletas dos frutos de tudo
o que plantamos.

O que talvez não tenhamos
aprendido completamente é que
se podemos escolher
nossos amigos,
não podemos escolher
os alvos da nossa atenção.

Quem tem uma necessidade,
tem uma necessidade aberta
a todos e não somente aos que
estão próximos dele.

Fazer o bem a alguém
não é dar e considerar
isso como uma dívida,
mas distribuir e continuar
seu caminho,
sem olhar para trás para ver
se o outro ficou agradecido.

Nosso coração se aquece
quando recebemos de volta
um olhar agradecido,
mas quem nos agradece
verdadeiramente é Deus.

Não faça algo por alguém
que precisa de você simplesmente,
mas por alguém que precisa.
Não podemos julgar as
pessoas merecedoras ou
não dos nossos favores.

Quando nosso coração é generoso,
ele fecha os olhos e oferece-se,
ele se abre para quem o magoou
e para quem o amou e também
para quem o olhou de
maneira indiferente.

Quando Jesus nasceu,
foi para todos e quando morreu
o amor confundiu-se com
perdão no Seu coração...
quando ressuscitou abriu as
portas do paraíso para quem
caminhou ao lado dele,
mas também para quem
O chicoteou.

Fazer o bem sem olhar a quem
é ver todas as pessoas
de maneira igual,
é dar um pedaço de pão,
um agasalho,
dar atenção e oferecer perdão.

Há pessoas que precisam
de comida e de teto,
outras têm mais do que
podem gastar.

Mas não existe quem não
precise de nada e não existe
quem nada tem para oferecer.

Aqueles que possuem
a luz de Cristo,
a possuem e irão iluminando
todos os caminhos por
onde passarem.
TEXTO: Letícia Thompson
* * * * *