Família Montalvao

Família Montalvao

segunda-feira, outubro 10, 2016

Eleitores serviram de cobaia no tudo ou nada da prefeita Anabel.

Resultado de imagem para foto o fimtragico dos ditadores

Vocês sabem que a prefeita Anabel está com a maquina na mão,e, para qualquer gestor que não tenha escrúpulo usar a máquina administrativa é um investimento, mesmo sendo um investimento de risco.
A candidata sem registro, de qualquer forma tem seus advogados e políticos também que os orientam. 
Portanto, ela já entrou para disputar essa eleição com tudo planejado, não iria se arriscar no escuro sem antes calcular os prós e os contras.
Aproveitou o embate político para preparar seus fanáticos como se prepara galo de briga antes de adentrar na rinha, aproveitando também da paixão dos eleitores contrários pata implantar sua estratégia sem ser notada, desviando atenção de todos.
Não conformando-me com essa aventura "suicida" praticada pela candidata  sem registro em se lançar candidata sem chances de pelo menos conseguir o deferimento do seu registro, procurei, tentar entender a causa .
A mais plausível que encontrei foi a seguinte : como é de conhecimento de todos que observam a situação política de Jeremoabo sem paixão, deverá ter observado que em Jeremoabo não existe liderança, a que existia está bichada, que era " o tista de deda", está sangrando aos poucos.
Já do lado da oposição, no momento existe Deri respaldado pelo "povão", pelos insatisfeitos, e pelos que desejam mudanças, nessa administração improba e ultrapassada, que já deu o que tinha que dar.
Como os donos da "Casa Grande" não aceitam que ninguém da Senzala assuma o poder, no desespero apelou para a última jogada, tentar enfraquecer o adversário, mesmo que para isso tenha que correr todos os riscos, inclusive o de ser fisgada pela PF ou até o Lava Jato.
Diante disso, vamos raciocinar para decifrar a equação.
Como no grupo de Anabel não existia líder nem tão pouco candidato de peso que conseguisse vencer DERI, ela se jogou na aventura do tudo ou nada, mas como assim?
Mesmo sabendo que não conseguiria lograr exito na Justiça para regularizar pelo menos seu registro, se lançou candidata usando seus eleitores como "cobaias", verdadeiro desrespeito, não considerando-os como cidadãos eleitores, mas como uma mercadoria qualquer, tudo isso na tentativa e na ilusão de enfraquecer DERI.
Prestem atenção e entendam bem a jogada, na cabeça doentia, DERI não teria folego para aguentar concorrer duas eleições, era o dinheiro suado contra o dinheiro fácil.
Com isso na sua mente doentia, conseguiria anular as eleições, e colocar qualquer um candidato para enfrentar DERI, era como um lutador enfrentar dois adversários sem descansar.
Deri ficaria sem recursos financeiros para enfrentar a máquina administrativa, dinheiro do povo, tanto é que a cantilena agora através das línguas de alugueis é que irá  haver novas eleições, já mudaram a música.
Como a trama não será perfeita, esqueceram que mesmo do seu lado existe gente de bem, e não servirá de cobaia ou mercadoria para eleger quem quer que seja, além do mais, DERI possui uma arma muito poderosa, que é o " povo unido jamais será vencido"..
Quem se vende além de receber um preço muito maior do que o merecido, também se vende para qualquer um, já o povo que tem caráter, que luta por um ideal não tem dinheiro que consiga comprar, e quando povo quer só Deus empata.
 
O DINHEIRO E A FELICIDADE

O dinheiro pode nos dar conforto e segurança, mas ele não compra
uma vida feliz. O dinheiro compra a cama, mas não o descanso. Compra
bajuladores, mas não amigos. Compra presentes para uma mulher, mas
não o seu amor. Compra o bilhete da festa, mas não a alegria. Paga a
mensalidade da escola, mas não produz a arte de pensar.

Você precisa conquistar aquilo que o dinheiro não compra. Caso
contrário, será um miserável, ainda que seja um milionário.
Augusto Cury