Família Montalvao

Família Montalvao

terça-feira, setembro 20, 2016

Parlamentares denunciam “manobra” para anistiar caixa dois de campanha

Indignação de deputados levou ao fim da sessão: “Golpistas!”, gritou Esperidião Amin
Depois de menções a empreiteiros da Lava Jato, acusações de “golpe” eleitoral e princípio de revolta em plenário, Beto Mansur foi obrigado a colocar em votação requerimento de retirada de pauta. Sem acordo, acabou por anunciar exclusão do projeto “de ofício”
CONTINUE LENDO..




  • GILMAR MENDES

    Para Gilmar Mendes, decisão de Lewandowski a favor de fatiar julgamento de Dilma foi 'vergonhosa'

    Ministro do STF afirma que presidente da Corte 'não deveria participar de manobras' e que resolução é 'constrangedora', em entrevista à Rádio JovemPan

    R7/EBC - 19/09/2016 - 22:15:13
    O presidente do Tribunal Superior Eleitoral e ministro do Supremo Tribunal Federal, Gilmar Mendes, qualificou nesta segunda-feira (19) de "vergonhosa" a decisão do ministro Ricardo Lewandowski de fatiar a votação do julgamento da presidente afastada Dilma Rousseff que resultou na aprovação no Senado pela manutenção dos direitos políticos da petista, embora tenha tido o seu mandato cassado.

    — Considero essa decisão constrangedora, é verdadeiramente vergonhosa. Um presidente do Supremo (então, Lewandowski) não deveria participar de manobras ou de conciliados. Leia mais





  • Ministro ataca decisão do impeachment: “Presidente do STF não deveria participar de manobras”

    Justiça nega habeas corpus preventivo a presidente do Instituto Lula

    Crise hídrica: cinco bairros do DF ficam sem água nesta segunda

    Temer evitará falar sobre impeachment em assembleia da ONU