Família Montalvao

Família Montalvao

segunda-feira, agosto 08, 2016

Tribunal manda prender juíza que vendia sentenças lesando Receita e Previdência

Frederico Vasconcelos
Folha

“Gabigol” e o atentado contra a alma brasileira no futebol olímpico

Gabriel virou “Gabigol”, mas esqueceu onde fica a trave…
Lucas Alvares

Com Michel Temer na Presidência, PIB do país já aumentou em R$ 100 bilhões

Charge do Clayton, reprodução de O Povo (CE)
Deu no Estadão

Acusações a Temer, Padilha e Serra mostram a força da delação da Odebrecht

Serra, Padilha e Temer, atingidos diretamente pelas delações
Carlos Newton

###
PS Detalhe final: na lista dos 316 políticos, não constam os nomes de Lula da Silva e Dilma Rousseff. Mas eles serão devidamente contemplados na delação de Marcelo Odebrecht, que também vai destruí-los – Lula, pelo conjunto da obra, incluindo palestras que jamais proferiu, além do sítio de Atibaia, BNDES e manutenção do Instituto Lula; e Dilma, pelo BNDES e caixa 2 da campanha de 2014. (C.N.)

A greve como solução contra as maldades da equipe econômica

Charge do Paulo Galvão, reprodução do Arquivo Google
Carlos Chagas

Entenda por que o poder público tem tanta dificuldade ao enfrentar a corrupção

Charge do junião (juniao.com.br)
Oigres Martinelli

Quem é que ainda acredita que o FGTS existe em defesa do trabalhador?

Charge do Gilberto, reprodução da Gazeta do Povo
Willy Sandoval

Até agora, o governo só puniu duas empreiteiras envolvidas na Lava Jato

Charge do Glauco, reprodução do Arquivo Google
Fábio Fabrini
Estadão

Dormir é um santo remédio, mas ninguém se interessa mais por isso

Ilustração reproduzida do Arquivo Google
Eduardo Aquino
O Tempo

Veja diz que Dilma mandou Mantega pagar o marqueteiro Santana no caixa 2

Charge do Cícero (ciceroart.blogspot.com
Deu em O Tempo 


Estadão

Defesa vai à réplica e insiste que Sérgio Moro não pode julgar Lula

Em petição de 43 páginas, advogados do ex-presidente alegam parcialidade do juiz
 
Estadão

Janot diz que Lava Jato revelou 'modo degenerado de fazer política'

Procurador-geral alerta que Lei de Abuso de Autoridade não incrimina a 'carteirada'