Família Montalvao

Família Montalvao

segunda-feira, junho 20, 2016

Veja como receber logo a sua primeira aposentadoria

Fazer o agendamento do pedido do benefício e comparar as datas disponíveis nas agências do INSS são boas táticas

bom para bolso e para saúde


mais do que a população da Itália
Gabi Castrovinci é modelo e pratica luta livre Tite é homenageado em partida do Corinthians Polícia faz reconstituição do caso Ítalo
Pancadão da PUC atormenta os moradores de Perdizes Faltam psicólogos e cursos em centros de apoio à mulher Irmãos morrem asfixiados em incêndio de casa no ABC

O núcleo de Dilma, passou a abordar parlamentares na expectativa de que ao menos 5 votos sejam revertidos http://leia.ag/sRdqLxN
Foto: Dida Sampaio/Estadão
gazetaonline.com.br|Por Agência O Globo

Operação Lava Jato

Renan, vá catar coquinho

Renan Calheiros

Por Andrei Meireles - Os divergentes - 19/06/2016 - 21:58:02

Pelo que li na internet, o popular “manda quem pode, obedece quem tem juízo” é mais um dos impagáveis provérbios portugueses. Vem bem a calhar para a atual situação político-institucional do país. Acuados pelo avanço da Operação Lava Jato, caciques políticos imaginam que ainda dispõem de forças para controlar o processo. Leia mais

Imprevisível, Lava Jato não tem data para terminar, diz procurador

Deltan Dallagnol em Oxford (Reino Unido)

Portal uol - 19/06/2016 - 00:22:07
A operação Lava Jato é "imprevisível" e, por isso, não é possível estabelecer um prazo para o fim das investigações. O recado foi dado pelo procurador da República Deltan Dallagnol em um evento na Universidade de Oxford.


"É difícil prever o fim, mas poderia dizer que, com certeza, não existe um marco próximo para acabar", disse após palestra no evento Brazil Forum 2016. A declaração vai na contramão de recente discurso do ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha, que defendeu que a operação tenha hora de parar. Leia mais


delação premiada do ex-deputado Pedro Corrêa

As histórias que comprometem Dilma Rousseff na delação de Pedro Corrêa

Ex-deputado narra um encontro de Dilma com Paulo Roberto Costa e a cúpula do PP, os pedidos de dinheiro e apoio político da petista na campanha de 2010 e esquemas de propina no período em que era a 'mãe do PAC'

Por Robson Bonin - revista veja - 18/06/2016 - 00:06:45

Afastada do cargo desde que o Senado determinou a abertura do processo de impeachment, a presidente Dilma Rousseff é uma das grandes estrelas da delação premiada do ex-deputado Pedro Corrêa. Ex-presidente do Partido Progressista, Corrêa narra uma profusão de episódios de corrupção envolvendo a petista que, analisados em conjunto e se confirmadas, implodem de vez a imagem da presidente imaculada e incorruptível. Leia mais

Vaccari está disposto a entregar o que sabe sobre o PT, dizem aliados

Mônica Bergamo

Para Temer, delações não atingirão governo se economia se recuperar

Em 2005, em meio ao mensalão, a popularidade de Lula subiu com a melhora de vida das pessoas
 

Executivo que citou propina a Temer desiste de acordo de delação premiada

Executivo que citou propina a Temer desiste de acordo de delação premiada
Foto: Luis Macedo / Câmara dos Deputados

Padilha diz que ação contra ele na Justiça Federal não vai prosperar: 'Documento nulo'

Padilha diz que ação contra ele na Justiça Federal não vai prosperar: 'Documento nulo'
Foto: Valter Campanato / Agência Brasil