Família Montalvao

Família Montalvao

sábado, junho 25, 2016

Servidores vão à Justiça para cobrar do Planejamento R$ 100 milhões desviados em consignado

SiqueiraemSERVIDOR PÚBLICO FEDERAL - Há 9 horas
Blog do Vicente - 24/06/2016 Há uma clara disposição de servidores públicos de irem à Justiça para cobrar o que pagaram a mais em empréstimos consignados para sustentar o esquema de propina comandado por Paulo Bernardo, ex-ministro do Planejamento de Lula. Segundo a Polícia Federal, cada servidor aposentado e da ativa que tomou um financiamento com desconto em folha pagou R$ 1 por mês para a quadrilha, totalizando R$ 100 milhões entre 2009 e 2015. Os contratos de consignado eram gerenciados pela Consist. De cada R$ 1 cobrado dos servidores por mês, R$ 0,30 efetivamente p... mais 

VEJA compartilhou um link.
8 h ·
A prisão de um ex-ministro de Lula e Dilma mostra que nada estava imune à mão invisível da corrupção nos governos do partido A prisão de um
veja.abril.com.br|Por Rodrigo Rangel

LIZMENTE... 🌟


CBN
18 min ·
Os aplicativos foram desenvolvidos pela Justiça Eleitoral. Um dos programas vai permitir que o cidadão fotografe uma situação irregular na rua e encaminhe a denúncia diretamente para procuradores e promotores eleitorais.
 
Implicante
 ·
Segundo delator, PC do B recebia propina bilionária do “Minha Casa, Minha Vida”
Aldo Rebelo, ainda de acordo com o depoimento, recebia a maior parte da bolada.
implicante.org
 
Durante palestra em SP, Cármen Lúcia afirmou que 'o que foi publicado não era proibido' e considerou caso como grave http://glo.bo/28WbxfQ ‪#‎G1‬
 
 
Quem nunca chegou em casa e se deu conta de que não estava com a chave no bolso? (via Gadoo)
• Leia as principais notícias do dia no r7.com ‪#‎PortalR7‬ ‪#‎R7‬
gadoo.com.br
 
Em viagem pelo país, Dilma insiste na narrativa mais furada do mundo
Com os fatos recentes e todas as revelações, ela deveria receber uma orientação melhor e deixar de falar em
implicante.org
 
Dora Kramer compartilhou um link.
Na coluna a ser publicada no Estadão deste domingo, escrevo sobre a súbita unidade que se estabeleceu entre partidos adversários na
politica.estadao.com.br
 
Peemedebista detalhou a negociata da presidente afastada para salvá-lo em troca do arquivamento do processo de impeachment
 
Jornal da Cidade Online compartilhou um link.
As consequências da queda do deputado Eduardo Cunha serão devastadoras. Inteligente na mesma proporção em que é corrupto e corajoso na mesma proporção em que é aético, o presidente afastado da Câmara...
jornaldacidadeonline.com.br
 
Jornalista anunciou a separação em seu perfil no Instagram http://tvefamosos.uol.com.br/…/rachel-sheherazade-anuncia-f… via UOL
tvefamosos.uol.com.br
 
RFI Brasil
 ·
Tema é destaque nas revistas francesas semanais que chegaram às bancas. Confira:
Quem não gosta de um espaguete coberto de parmesão ralado? O queijo é um…
br.rfi.fr|Por RFI Brasil
 
Para entender a relação das mulheres com a indústria do erotismo e seu impacto nos relacionamentos, a Revista Donna foi às ruas, ou, mais especificamente às mesas de bar
revistadonna.clicrbs.com.br|Por Revista Donna
 
Além do esquema no crédito consignado, os repórteres do ‪#‎JN‬ descobriram que a Consist também cobrava taxas acima do valor de mercado nas mensalidades de associações de servidores federais: http://goo.gl/bevrQk
g1.globo.com
 
VEJA compartilhou um link.
12 h ·
Gleisi jura que o único erro de Paulo Bernardo foi discordar do impeachment de Dilma
veja.abril.com.br
 
Nesta sexta, em referendo, maioria da população votou pela saída do Reino Unido da União Europeia

ConJur compartilhou um link.
·
A LC 140 foi editada no dia 8 de dezembro de 2011 no intuito de regulamentar os incisos III, VI e VII do caput e do parágrafo único do artigo 23 da…
www.conjur.com.br

O País do futuro (imprevisível), por Ruy Fabiano
A degradação da política brasileira, hoje no banco dos réus, mergulhou o país no vácuo do imponderável. Ninguém arrisca um palpite sobre o dia de amanhã – na verdade, nem mesmo o de hoje. (...)
Leia a íntegra no blog: http://goo.gl/xN2iuf
 
 
 
Custos da pressa, por José Paulo Kupfer, O Globo
Não é nenhum segredo e, sendo justo, em nenhum momento, desde que assumiu o Palácio do Planalto, o presidente interino, Michel Temer, negou que tinha pressa. Pressa em encerrar o processo de impeachment, eliminando o qualificativo “interino” de seu governo, e pressa em aprovar as medidas de ajuste da economia, pela via da austeridade fiscal e da retomada de princípios liberais na formulação e execução da política econômica. (...)
Leia a íntegra no blog: http://goo.gl/2Ofi4X