Família Montalvao

Família Montalvao

quarta-feira, junho 22, 2016

Porque será que numa cidade pobre como Jeremoabo essa moda não pega?

Vereadores de Água Branca passarão a ganhar salário mínimo
     

Atualmente, a Câmara Municipal conta com nove vereadores e cada um recebe R$ 2.700

Foto: Divulgação
salário, pagamento
Os vereadores da cidade de Água Branca, no Sertão paraibano, aprovaram um projeto que reduz o salário dos parlamentares para um salário mínimo a partir de janeiro de 2017. Atualmente, a Câmara Municipal conta com nove vereadores e cada um recebe R$ 2.700. A cidade fica a cerca de 400 km de João Pessoa e tem pouco mais de 10 mil habitantes, segundo estimativa do IBGE.
A iniciativa foi do presidente da casa, Miraci de Sousa, em parceira com outro parlamentar. "Em um momento de crise como esse, devemos tentar ajudar o município. Esse dinheiro economizado vai para os cofres da prefeitura, que deve decidir investir em outros setores da administração", disse.
O projeto foi aprovado na sexta-feira (17) por unanimidade. De acordo com Miraci, a articulação para conseguir junto aos colegas a aprovação começou há algum tempo. "Todos compraram a ideia depois da gente conversar e mostrar a importância da ecnomia", comentou o presidente.
A partir de 2017, os salários dos parlamentares vão ser reajustados de acordo com o aumento nacional do salário mínimo, que acontece em janeiro. Esse projeto vale por toda próxima legislatura, que vai até 2020.

Fonte: Com informação do G1

Nota da redação deste Blog - Em Jeremoabo durante a administração da prefeita Anabel,  o município viveu sob o estado de emergência por causa da seca.
É baseada nesse estado de emergência. que a prefeita alega a falta de recursos.
Como os vereadores de Jeremoabo recebem todo mês R$ 6.012,70, sem contar com as diárias,  dizem que são defensores dos interesses da população, porque não seguem os exemplos de muitas outras cidades e rebaixam seus vencimentos para um salário mínimo.
Esse é um caso para os eleitores de Jeremoabo, refletirem antes de votarem.agora  nas próximas eleições.