Família Montalvao

Família Montalvao

domingo, junho 19, 2016

Em Jeremoabo para um cidadão ser atentido em caso de emergência, terá que se deslocar 300 km

Mapa de Jeremoabo, BA para Juazeiro, BA

4 h (283,9 km) via BR-235


Mapa de Jeremoabo, BA para Pinhões, Juazeiro - BA

2 h 58 min (213,4 km) via BR-235
Não existem obras que sejam mais importantes do que a vida de um ser humano.
Estou transcrevendo a matéria abaixo para depois tecer comentários.

MULHER MORRE APÓS LEVAR QUEDA NA CIDADE DE JEREMOABO-BA



A morte só quer uma desculpa, na tarde dessa sexta-feira (17) por volta das 17:30hs mulher cai e logo em seguida vai a óbito.

O fato sucedeu no povoado de Tranqueira na zona rural de Jeremoabo, a pessoa de Júlia Maria de Santana, 76 anos caiu em sua residência, a ambulância foi chamada e fez os primeiros socorros, mas no transporte para o hospital de Juazeiro Júlia Maria não resistiu indo a óbito dentro da ambulância nas proximidades do povoado de Pinhões. (https://www.blogger.com)..
Nota da redação deste Blog - O mínimo que posso dizer, é que esse fato horroroso é uma desmoralização para qualquer gestor que se respeita e tem o mínimo de dignidade.
Do povoado Tranqueira Zona Rural de Jeremoabo, para o Hospital Municipal de Jeremoabo, a distância talvez seja de 12 km ..
A maior irresponsabilidade é um Hospital que escoa milhões de reais pelo ralo da corrupção, não ter condições de atender uma pessoa que levou uma queda.
É inadmissível que uma senhora venha a óbito porque levou uma queda, e teve que sujeitar-se a percorrer 283 Km para ser socorrida.
 Eis a praga que não permite que o Hospital Municipal de Jeremobo não funcione:
Enquanto ficam fazendo propaganda enganosa com   pavimentação sem infraestrutura ou mesmo algumas praças com material de péssima qualidade, seres humanos padecem, e morrem por falta de atendimento médico.“Um povo que não conhece a sua história está condenado a repeti-la, disse há cerca de 50 anos Ernesto Ché Guevara (a frase original é de Edmund Burke)".
A situação de Jeremoabo, se resume na seguinte frase:  "Em 1963, Zeca Afonso entoava que os “vampiros” “comem tudo e não deixam nada”. Vivíamos então em ditadura. 50 anos depois, hoje, continuamos com vampiros. Quem são eles? Para onde vão? E para onde nos levam…? E nós? Que papel temos no meio disto tudo? Somos um país de aparências, de palmadinhas nas costas e continuamos a deixar-nos comer por parvos."



vídeo de Jailson Freitas no grupo ACORDA BRASIL!