Família Montalvao

Família Montalvao

sexta-feira, agosto 30, 2013

Quem está mentindo, a prefeita de Jeremoabo ou o Jornal Folha de São Paulo?



O  Município de Jeremoabo ,entenda, a prefeita juntamente com o Secretário de Saúde, irá demitir médicos já existentes, para ficar com o programa "Mais Médicos".
Essa notícia não é invenção minha nem sensacionalismo, está publicada nos jornais. Só que após nota do Ministro da Saúde, o Secretário Municipal de Saúde de Jeremaobo desdisse tudo.
Para confirmar o que estou escrevendo, transcrevo em seguida a seguinte notícia:
 " O Ministério da Saúde divulgou nota nesta sexta-feira (30) para afirmar que municípios que se inscreveram no Mais Médicos são proibidos de demitir profissionais anteriormente contratados para substituí-los por participantes do programa. Na Bahia, segundo a Folha, algumas cidades – Jeremoabo, Sapeaçu, Santa Bárbara e Nova Soure -, já admitiriam a possibilidade de demissão de médicos, já estabelecidos, para aproveitar profissionais do Mais Médicos. Segundo o ministério, a proibição está expressa no regulamento do programa "por força do termo de adesão e compromisso e da portaria interministerial", diz a notaA determinação é taxativa quanto à punição que as cidades poderão sofrer. "Os municípios que descumprirem esta regra serão excluídos do programa, com remanejamento dos médicos participantes para outras cidades, e serão submetidos à auditoria do Ministério da Saúde". Ainda de acordo com o MS, para participar do programa, as prefeituras são obrigadas a manter a quantidade de médicos da atenção básica, já em atividade nos municípios, sem ocupar os mesmos postos com profissionais que são remunerados pelo ministério. Os profissionais que irão trabalhar pelo Mais Médicos só podem ser incluídos para aumentar a capacidade de atendimento existente, como objetivo de formar novas equipes de atenção Básica ou preencher vagas onde faltam profissionais. " (Fonte: Bahia Notícias).
Um político falar que ira demitir os médicos já existentes, no mínimo é falta de quem não tem o que falar, falta de assunto.
Depois da ida da TV Globo para Jeremoabo, bem que a Prefeita junto ao seu Secretário, tinham e tem vontade de se livrar dessa bomba de efeito retardado que está em suas mãos, porém, a coisa é complicada e não está tão fácil assim.
É difícil de acreditar e impossível de acontecer, mas bom seria se a prefeita com seu secretário se espelhassem no pensamento e na atitude do médico cubano que atuará em Jeremaobo quando diz: " Não somos escravos do dinheiro". " “Não nos qualificamos como escravos, aliás, pode ser. Somos escravos da alma, da solidariedade”.
Com a estada da TV Globo em Jeremoabo se abre um luz no final do túnel, pois surge a esperança de providência começarem a ser tomadas contra os desmandos, e as denúncias já existente, poderão até andar com mais rapidez.
Se tudo está mudando, porque em Jeremoabo não mudará também.


Prefeituras não poderão demitir médicos já contratados


No Supremo, uma sinuca de bico


Carlos Chagas

Rejeição da cassação de Donadon é ‘incongruência constitucional’, diz Barbosa


Akemi Nitahara
Agência Brasil



Voltar à Bolívia seria 'sentença de morte', diz senador
.

Advocacia-Geral da União descarta pedir o afastamento de Toffoli


Senador boliviano busca asilo em outros dois países, declara advogado

Crescimento inesperado do PIB não convence


Câmara e PT erraram no caso Donadon, diz Pinheiro


.
Senador petista afirma que o partido errou ao concordar em levar para o plenário a cassação de deputado de Rondônia. Na opinião dele, em julgamento de crimes de parlamentares, última palavra deve ser do Supremo
Continue Lendo...

Granjeiro e os exemplos de superação para concurseiros

Manifestantes fecham Avenida Paulista em São Paulo

Por que não zerar o IPI para as magrelas?





Jhenny Andrade é nova ring girl do UFC Centrais sindicais fazem protesto na avenida Paulista no Dia Nacional de Paralisações Manifestantes fazem passeata na zona sul de São Paulo
A médica cubana Yoselin Macias finaliza curativo em paciente na periferia de Brasília Paulistana anda de bicicleta em São Paulo Casa onde Brayan Yanarico Capcha morreu; suspeitos foram mortos na prisão ontem


 

Os deputados que levaram a cassação de Donadon para o plenário

Câmara, um poder corrupto e apodrecido

.

Há uma gritaria histérica contra o Mais Médicos

:

 


Dê-me chance e eu mostro meu preconceito

2 Jean Menezes de Aguiar,
O episódio de Fortaleza conseguiu envergonhar todo um país. A essa altura já correu mundo. Como se não bastasse, surge em paralelo um ser de Facebook chamado Micheline Borges com aquela verborragia mental

Oposição teme que Câmara não casse petistas

:

 

Além do sentimento de vergonha


Carlos Chagas 

Livro-bomba revela como FHC comprou sua reeleição

 

‘Não somos escravos do dinheiro’, diz médico cubano que atuará em Jeremoabo

‘Não somos escravos do dinheiro’, diz médico cubano que atuará em Jeremoabo
Foto: Divulgação
Os 63 médicos estrangeiros que vão trabalhar na Bahia pelo programa Mais Médicos tiveram o primeiro contato nesta sexta-feira (30) com prefeitos e secretários de saúde dos 28 municípios onde vão atuar. O encontro ocorreu na Universidade Aberta do SUS (Una-Sus), em Salvador, onde os profissionais recebem aulas de fundamentos do Sistema Único de Saúde (SUS) e de língua portuguesa. Entre os escolhidos para o programa na Bahia, o médico Ivan Ahmed Bouyon Albarran, um dos 50 cubanos na Bahia, comentou sobre as manifestações contra a chegada dos médicos de seu país. “Não nos qualificamos como escravos, aliás, pode ser. Somos escravos da alma, da solidariedade”, disse o médico que vai para Jeremoabo, no nordeste do estado. Segundo o secretário de Sáude do Estado, Jorge Solla, de 2013 a 2014, vão ser investidos R$ 500 milhões para reforma de mais de mil unidades de saúde e ampliação de mais de 800. O titular da pasta ainda informou que até o final deste ano o estado deve criar mais de mil novos postos de saúde na Bahia. No evento, o deputado Marcelino Galo (PT) lembrou que os profissionais de Cuba, contratados via acordo do Ministério da Saúde com a Organização Pan-Americana de Saúde (Opas), vieram para as cidades onde não houve inscrição de médicos brasileiros.

 

Prefeitura que demitir médicos para burlar governo será punida

  

Um governador sem máscara


Sebastião Nery

 

justica
Não incide contribuição previdenciária sobre funções comissionadas e cargos em comissãoO TRF da 1.ª Região ratificou o entendimento de que não incide contribuição previdenciária sobre retribuição pelo exercício de função de direção, chefia e assessoramento. A decisão unânime foi da 8.ª Turma do Tribunal ao examinar apelações interpostas pelo Sindicato dos Trabalhadores do Poder Judiciário e do Ministério Público da União no Distrito Federal (Sindjus/DF) e pela Fazenda Nacional contra sentença que julgou parcialmente procedente pedido dos representados pelo Sindicato para que a Fazenda Nacional pare de descontar a referida contribuição

 

Estupro na mineração

 

E se Barbosa ganhasse um salário mínimo?

 

















Após Donadon, Congresso pode virar alvo de protestos de 7 de setembro

:

Mas que sorte da Síria, hein?




Mensalão: Supremo já rejeitou recursos de 19 réus, incluindo José Dirceu


André Richter e Heloisa Cristaldo
Agência Brasil




El Paìs: Médicos cubanos são bodes expiatórios no Brasil

Jornal critica atitudes de médicos brasileiros


Sucos elevam risco de diabetes

Senador boliviano no Brasil
cogita pedir asilo a outro país


Prefeitos vão demitir médicos para receber equipes do governo

 

Para advogado, "parlamento perdeu a noção do bom senso"

Tributarista quer impostos mais pesados para ricos


Especialista lamenta falta de "cidadania tributária" e sugere aumento de alíquota do Imposto da Herança
Professor da UnB diz que quase 160 milhões de brasileiros que ganham até R$ 1.019 mensais pagam 53,7% do que recebem em impostos. Enquanto isso, quem tem rendimento acima de 30 salários mínimos contribui com 26% da renda
Continue Lendo...

Aborto, um debate interrompido no Congresso

Nos jornais: caso Natan Donadon deve agilizar fim do voto secreto

Projetos aumentam salários do PGR e do STF para R$ 30,6 mil

Igreja quer vetar enterro de cães e gatos em cemitérios

 

Luciana Gimenez mostra na revista "GQ" que ainda tem muito charme A apresentadora diz que tem tesão por homem poderoso Em ônibus, profissionais do Mais Médicos que deverão trabalhar no Estado
Boneco do Homem-Aranha em cima de tampa de galeria na Bela Vista, no centro Alojamento da USP onde ex-aluno atirou Pato, Guerrero e Paulo André posa para uma foto de sunga, dentro de baldes de gelo

Teto do INSS
deve passar a
R$ 4.396 e salário mínimo a R$ 722

 
 

Câmara, um poder corrupto e apodrecido

por Samuel Celestino
De pouco adianta o PSDB e o PPS acionar o Supremo Tribunal Federal para pedir a anulação da sessão que referendou o mandato enlameado e corrompido do prisioneiro da Papuda, deputado Donadon,  integrante de uma Câmara dos Deputados entulhada de canalhas que, juntamente com o Senado de Renan Calheiros, forma o que de mais podre existe nesta República tropical. A Câmara é um amontoado de corruptos, com as exceções de praxe, daí porque reuniu maioria suficiente para salvar o mandato do colega condenado a 13 anos de prisão. Dificilmente o STF acatará o pedido porque a sua parte ele já fez e, na primeira etapa do julgamento do mensalão, muito se discutiu sobre a cassação dos parlamentares condenados. A Câmara tomou posição contrária à pretensão da corte e disse que a questão competia a ela decidir, e não ao Supremo. O ministro Marco Aurélio, em pronunciamento curto sobre o caso Donadon, riu da Câmara e afirmou que uma condenação determina, de imediato, a suspensão dos direitos políticos do condenado. A situação da Câmara dos Deputados chegou ao extremo da safadeza e desrespeito à cidadania. Não surpreende. Agora, diante da repercussão negativa, justo quando os movimentos das ruas dela exigia seriedade e mudanças imediatas na forma de agir, passou a prometer medidas rápidas para colocar um ponto final no voto secreto, isso já na próxima semana. Coisa nenhuma. De há muito se discute o fim do voto secreto para que a população acompanhe o procedimento  e a atuação dos seus parlamentares e representantes. O projeto rolou pelas gavetas e nunca entrou em pauta. A Câmara está envolvida no medo de que haja, nas próximas eleições – e isso deve ser feito – uma varredura para a mudança de grande parte dos seus atuais integrantes, embora seja impossível vassourar todos os corruptos. Se atingir a Câmara, atingirá também o Senado, que será renovado em um terço. O Congresso Nacional é uma vergonha, uma excrescência, um poder apodrecido ao longo do tempo, mal cheiroso, sem ética e sem moral. É o um dos poucos, senão o único colegiado legislativo que tem uma “excelência” tão ou mais criminosa dos que seus pares (da Papuda) a ser chamado de “nobre prisioneiro”.
 
















IBGE estima população de AL em 3.300.938

: